Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Brasil só trabalha em estado de urgência

Em 2016 a cidade de São Paulo, após se recuperar de uma crise hídrica, marcava 31,4% de perda de água, número que representava que ainda existia vulnerabilidade. O mesmo indicador era replicado com porcentagens mais elevados em capitais do Nordeste. O parâmetro da falta de uma cultura preventiva da água se generaliza no Brasil inteiro, que prestes a comemorar o Dia internacional da água no 22 de março, hoje é avaliado pelos especialistas como incapaz de gerar estratégias de proteção e educação hídrica.Um estudo elaborado pelo Trata Brasil sobre perda de água, expõe que no ano 2013 o número total de perdas financeiras por recursos hídricos foi de 39%, a água não faturada pelas empresas era equivalente a 6,53 bilhões de m³ de água tratada (R$ 8,015 bilhões ao ano). Comparando com o cotidiano, 6,5 vezes a capacidade do Sistema Cantareira ou 7,154 piscinas olímpicas perdidas ao dia num intervalo de cinco anos.Num período de dez anos o indicador de perdas evoluiu menos de 1 ponto porcentua…

Últimas postagens

Água invisível: não há produto sem água!

Escarpa Devoniana: Ameaçada por falta de bom senso

Dia Mundial da Vida Selvagem

Meio Ambiente ou Marketing e Consumismo - Seriam estes os presentes que as crianças mais querem

Estamos bebendo água com pH impróprio para consumo

Educação para a sustentabilidade: dos métodos às questões da vida real

Melhoramento genético & Modificação genética

Engenharia Genética - A Ciência da Vida

Lei Estadual e Federal que proíba o fracking é uma necessidade

Oceanos pedem ajuda